[ editar artigo]

MAPA CONCEITUAL E JAMBOARD: RECURSOS UTILIZADOS DE FORMA PEDAGÓGICA EM TELEAULA PARA ALUNOS COM AUTISMO

MAPA CONCEITUAL E JAMBOARD: RECURSOS UTILIZADOS DE FORMA PEDAGÓGICA EM TELEAULA PARA  ALUNOS COM AUTISMO

Atualmente, diante de tantos desafios que a contemporaneidade apresenta, enquanto professora especialista em uma escola pública em tempos de pandemia (COVID-19) no Atendimento Educacional Especializado (AEE) para alunos com Transtorno do Espectro Autista (TEA), no formato de teleaula com chamada de vídeo pelo WhatsApp,  se fez necessário assumir uma forma de trabalho pedagógico que possibilitasse  ampliar e fundamentar minha prática. Proposta pedagógica  a qual deve ser constantemente replanejada no debater, analisar e ajustar estratégias de aula com a finalidade de buscar soluções para atender a diversidade de aprendizagem dos alunos com TEA, quando existe a predominância e muitas variações de recursos tecnológicos.

Ações pedagógicas pautadas na realização pelo prazer, pela afetividade, por estímulos no aprendizado para que o aluno tenha vontade de participar e sentir-se acolhido utilizando a interatividade com a combinação de conceitos e imagens que possam facilitar a fixação de determinado conteúdo, como no recurso utilizado no formato de MAPA CONCEITUAL e o JAMBOARD.

Mas o que é um MAPA CONCEITUAL?

É um método de estudo que permite memorizar um conteúdo de maneira rápida e fácil por meio do uso de palavras-chave e gráficos interligados de forma estratégica ou cronológica.

Segundo: https://www.lucidchart.com/pages/pt/o-que-e-um-mapa-conceitual

Os alunos podem usar o mapeamento conceitual para:

- Organizar e estruturar novos materiais

-Melhorar a aprendizagem relacionando conhecimentos novos e antigos

- Mapear as relações entre coisas, como palavras de vocabulário, personagens de uma história, eventos na história etc.

- Planejar/descrever projetos de escrita

- Criar suas próprias representações de conhecimento

- Discutir novas ideias

- Fazer anotações

- Criar guias de estudo

- Criar estruturas mais complexas

Mas o que é JAMBOARD?

Um recurso muto utilizado em empresas para o planejamento de reuniões, compartilhar e complementar Jams criados por uma pessoa e seus colegas de equipe. O quadro branco digital Jamboard permite que equipes até mesmo em locais muito distantes discutam ideias e as salvem na nuvem para acesso em qualquer dispositivo.

Explorando os Apps Google com propósitos de encontrar novos recursos tecnológicos para auxiliar a aprendizagem  dos alunos com TEA,  identifiquei o JAMBOARD e adaptei como recurso pedagógico as necessidades do meu atendimento. É um modelo de quadro branco onde conseguimos interagir com conteúdo temático que pretendemos abordar. Tem a caneta, apagador, nota adesiva para escrever (post-it), anexar vídeo, laser e recurso para compartilhar com os alunos. E dependendo da autonomia dos alunos eles podem ser editores (interagir, criar) e retornar o quadro para o professor, ou somente como leitor, revisar o conteúdo que foi abordado. E recentemente foi acrescentado ao Jamboard o recurso de formas e a caixa de texto. É possível gerar link e anexar, compartilhar com várias pessoas.  Eu compartilho no WhatsApp dos alunos para que os mesmos possam visualizar melhor suas produções. Para o professor pode ser utilizado como portfólio para organizar o planejamento pedagógico. 

https://chrome.google.com/webstore/detail/jamboard/ihacalceahhliihnhclmjjghadnhhnoc?hl=pt-BR

Compartilho alguns exemplos de atividades pedagógicas que foram desenvolvidas com os alunos, integrando os recursos do  MAPA CONCEITUAL e JAMBOARD, acrescento algumas considerações relevantes  que foram identificadas: 

- Fortalece a linguagem simbólica por meio de desenhos e ilustrações no promover a leitura colaborativa, criatividade e interatividade;

- Melhorara a oralidade, expressão e comunicação dentro de suas singularidades, para fortalecer sua autoestima  e capacidade aprendente;

- Cria possibilidades para fortalecer e focar nos eixos de interesse dos alunos adaptando e diversificando os mesmos como processo de aprendizagem.

Atividade sobre Medidas de Comprimento (fita métrica):

Aluno A – Apresenta um déficit na aquisição de habilidades necessárias para escrita e leitura. Após leitura de uma história compartilhada com o professor o aluno conseguiu contextualizar   por meio da escrita de algumas palavras ditadas e com a criação de ilustrações o contexto da história. 

Aluno B – Após realização de uma avaliação global diversificada o aluno criou um mapa conceitual para revisar e contextualizar de forma simplificada o conteúdo da avaliação.

Aluno C – Com a proposta de trabalhar o gênero textual poema, após ser apresentado o contexto, foi solicitado ao aluno que criasse um poema livre. O aluno escreveu um poema sobre sua gata. Proposta de recurso tecnológico que possibilitou maior interatividade e amostragem real do trabalho desenvolvido pelo aluno.

Assim, identifico enquanto professora especialista para alunos com autismo que devemos ter um olhar mais enfático para buscar entender que no autismo não existe uma prescrição ou uma intervenção com modelo determinado de aula, mas o importante nesse momento de pandemia,  é construir com o aluno e sua família um modelo diversificado de intervenção pedagógica de acordo com suas características para fortalecer suas potencialidades. Ações pedagógicas pautadas na realização pelo prazer, pela afetividade, por estímulos no aprendizado para que o aluno tenha vontade de participar e sentir-se acolhido. 

Ler conteúdo completo
Indicados para você