[ editar artigo]

A ESCOLA e a INCLUSÃO - minhas experiências e opiniões!

A ESCOLA e a INCLUSÃO - minhas experiências e opiniões!

 

Recebo muitas perguntas sobre esse assunto, muitas dúvidas e muito medo das famílias sobre matricular as crianças no ensino regular da escola, ou seja estou falando em inclusão e não em escola especial! Enfim, eu quis trazer as minhas experiências, como exemplo, pra vc que ainda não sabe o que fazer! Recebi a indicação da escola num grupo de estimulação da Rede Sarah, onde o Arthur é atendido.

A Psicopedagoga nos explicou todos os benefícios de matricularmos os pequenos: * Interação e socialização com outras crianças; * Aprendizado de rotina; * Tempo para os pais e * maior desenvolvimento motor e cognitivo das crianças, dentre outras coisas Achei uma escola que eu poderia ir a pé! Maravilha! Pensei: eu não vou perder meu tempo indo lá não, vou mandar um email pra diretora! Sei que não terei resposta mesmo! Mas eu estava enganada, para minha surpresa e choque, depois de uns 3 dias, essa mesma diretora me ligou e me convidou para visitar a escola e levar o Arthur pra ela conhecer as necessidades dele. E assim foi. Depois de uns dois meses ela entrou em contato comigo e me disse assim Márcia a vaga do Artur já está aqui você ainda quer? Sem pensar muito, respondi rapidamente, claro! E assim começou a vida escolar do Arthur aos dois anos e meio numa escola regular da rede municipal do Rio de Janeiro!

O primeiro ano foi bastante difícil, Arthur ainda era uma criança muito irritada e com muita dificuldade pra comer. Foi muito engrandecedor esse ano! Pude entender a cabecinha das crianças e aprendi muito com eles! Aprendi a ser forte e ter respostas para as perguntas mais inesperadas, aprendi que ensinar é um ciclo lindo... tudo que eu ensinava pras crianças sobre deficiência e inclusão...eles ensinavam aos seus pais e sei disso porque eles me contavam nas reuniões de pais! Enfim aprendi a lidar com todos os meus medos e a enxergar a beleza da inclusão, em todos os seus sentidos!

No segundo ano eu já estava bem esperta e por isso foi tudo muito melhor ! Eu já explicava sobre o Arthur para as crianças com muito mais leveza e a maioria delas já sabiam! Só os novos perguntavam , mas logo aprendiam também! Quando Arthur chegava no portão de entrada, seu nome já era gritado lá de dentro e as crianças pegavam as flores caídas no jardim e ofereciam a ele colocando na sua cadeira ! Sim, já tínhamos uma cadeira também e isso ajudou muito! Os anos seguintes foram ótimos também! Apareceram as estagiárias e como eu já tinha confiança nas professoras, porque eu ficava em sala de aula com ele, conseguia deixar Arthur até 3 horas na escola com elas e tive pessoas incríveis com ele lá!

Como eu morava do lado, qualquer coisa estava na porta! Então, esse tempo no qual eu ficava na escola, acompanhando ele em sala de aula, ajudou-me muito a conseguir deixá-lo sozinho depois! Achei essa fase importante pra mim! Uma das perguntas que mais recebo é como eu escolhi a escola! Respondendo: como eu não tinha ideia de nada... escolhi só pela proximidade da minha casa e, por sorte talvez, encontrei um Escola incrível, acessível e com uma equipe ótima! Hoje eu já observaria, além da equipe, o espaço , a sala de recursos e a acessibilidade! Ela era uma EDI (espaço de desenvolvimento infantil), que vai até a educação infantil e 6 anos de idade e então, quando Arthur fez 6, fomos transferidos de escola! Aí começaram as minhas dificuldades ! Aí percebi que a inclusão está longe de existir! Arthur foi mandado pra alfabetização! Lá encontrei uma sala de aula em carteiras, onde sobrava o fundo da sala pro Arthur, com atividades que não mais o interessavam! Acabei deixando de levá-lo e assim ele perdeu a vaga! Hoje Arthur não está na escola e eu sinto muito por isso! Mas fico tranquila porque ele está super bem atendido na Follow kids com a psicopedagogia!

Concluindo: Eu acho que vale muito a pena colocar as crianças na educação infantil! Eles aprendem muito nessa fase e ensinam as outras crianças, que certamente se tornarão seres humanos muito mais sensíveis e evoluídos ! E vc se prepara para o ensino fundamental... chega lá mais forte sabe, pra enfrentar as dificuldades, que são maiores!

As escolas ainda não estão preparadas para recebê-los, mas já melhorou bastante! Vai ser cansativo, mas também será engrandecedor! Ver o desenvolvimento dessa sala de aula é incrível! Eu ainda não desisti! Continuo na batalha da escola, mas agora já enxergo a escola especial com mais discernimento , porque não dá pra perder tempo, não dá pra esperar a escola regular se adequar, não dá! Então essa opção talvez seja a melhor escolha em algum momento! Leia também o depoimento do Vitor sobre a experiência dele com a escola. 

Mas ainda sonho com a inclusão de verdade, em todas as séries e todas as escolas!!! Aquela onde meu filho, que tem necessidades especiais severas, possa estar com outras crianças, sendo bem assistido pela equipe pedagógica e sem correr risco de vida! Espero que seja útil! Até breve Márcia

Mundo Adaptado
Dicas Especiais
Dicas Especiais Seguir

Um projeto de amor, feito para ajudar a vida de famílias que tenham crianças com deficiências ou necessidades especiais.

Ler matéria completa
Indicados para você