[ editar artigo]

Conheça o aplicativo para alfabetização de crianças com autismo

Conheça o aplicativo para alfabetização de crianças com autismo

Jogo interativo estimula a compreensão e desenvolvimento da linguagem, um dos maiores desafios para aqueles que convivem com os autistas

Para auxiliar cuidadores de crianças com transtorno do espectro autista (TEA), a brasileira Ana Sarrizo, presidente da Brainy Mouse Foundation, após 4 anos de pesquisa, criou o Brainy Mouse (Rato Inteligente ou Rato Atrevido). Trata-se de um aplicativo para celulares e tablets, em formato de jogo, que de forma lúdica auxilia os pequenos no processo de linguagem e alfabetização.

O aplicativo é pago e está disponível para compra e download para os sistemas operacionais Android e iOS. Existe a versão em português e a em inglês.

O objetivo principal do jogo é trabalhar o desenvolvimento da linguagem porque este é um dos maiores desafios para a educação e socialização dos autistas. O jeito como pensam, assimilam e compreendem o mundo a sua volta é peculiar de tal forma que muitas vezes nem mesmo os familiares ou os educadores estão preparados para lidar.

“Imagine as dificuldades que já enfrenta um adulto autista, em um mundo que não está preparado para lidar com suas diferenças. Agora imagine um adulto autista e que ainda por cima não sabe ler e escrever”, explica a criadora do aplicativo Ana Sarrizo.

Estima-se que 3 milhões de brasileiros são autistas. Este dado é um reflexo do estudo divulgado pelo Center of Control and Prevetion, órgão ligado ao governo dos Estados Unidos, que aponta a incidência de 1 a cada 68 crianças. Além dos desafios da doença, o maior entrave ainda é o preconceito. Dê uma olhada na interface do jogo e se encante!

Como funciona o aplicativo

O game trabalha a leitura da esquerda para direita, formação de palavras usando sílabas, cores, sons e outros “dispositivos cognitivos”, que ajudam o usuário a trabalhar seu desenvolvimento de forma lúdica. Uma das principais apostas do jogo é o dispositivo chamado “Rato Amigo”, que tem como objetivo trabalhar, de forma inconsciente, a atitude de pedir ajuda ao próximo, e assim estimular essa ação no dia a dia.

Foto: Brainy Mouse/Google Play/Divulgação

Mundo Adaptado
Franciela Fernandes
Franciela Fernandes Seguir

Sou Jornalista, casada, mãe do Martim - um menino muito sorridente. Adoro conhecer e me emocionar com histórias de vida. Sei que temos muito a adaptar neste mundo nem sempre adaptável, mas podemos e devemos fazer a nossa parte.

Ler matéria completa
Indicados para você