[ editar artigo]

Conheça alguns pontos importantes sobre o uso da vacina Pfizer no Brasil para crianças de 5 a 11 anos

Conheça alguns pontos importantes sobre o uso da vacina Pfizer no Brasil para crianças de 5 a 11 anos

Conheça alguns pontos importantes sobre o uso da vacina Pfizer no Brasil para crianças de 5 a 11 anos

 A vacina Pfizer foi a primeira que teve sua aplicação em crianças aprovadas no país e neste artigo você vai poder esclarecer algumas dúvidas em relação ao seu uso.

De acordo com a decisão da Anvisa, crianças que possuem idades de 5 a 11 anos entram para o grupo que está preparado para receber a vacina contra a doença que gerou caos no mundo. No entanto as crianças que se enquadram nessa idade irão receber o imunizante da Pfizer que é composto por uma dosagem que atende o público pediátrico.

Apesar da vacina já ter sido aprovada pela ANVISA para as crianças desta faixa etária, o início da vacinação está na dependência da data de chegada dos imunizantes às unidades de saúde, o que depende do calendário do Ministério da Saúde.

Porém a composição e a dosagem não são as mesmas para vacinar as crianças acima de 12 anos. Será aplicada nas crianças da faixa etária de 5 a 11 anos duas doses de 0,2ml.  Esse seria o uso adequado para atender ao público pediátrico e deverá seguir um intervalo de 21 dias entre uma dose e outra.

Para que não aconteça confusão na hora de aplicar as vacinas, um detalhe no produto foi feito de forma diferente, a tampa do imunizante para vacinar as crianças de 5 a 11 anos será laranja e das crianças acima de 12 anos será a cor roxa.

Para as crianças que vão fazer aniversário e completar 12 anos após ter tomado a primeira dose a Anvisa recomenda manter a dose pediátrica. A Anvisa também se demonstrou muito preocupada quanto as reações adversas para o público infantil, esse tem sido um ponto importante e que tem recebido grande atenção, pois a prioridade é manter a segurança das crianças.

De acordo com os dados da Anvisa nos Estados Unidos 0.05% das crianças vacinadas com pelo menos uma dose da Pfizer tiveram reações adversas. Essas reações se parecem muito com as reações adversas que surgiram em crianças acima de 12 anos que tomaram a vacina incluem: dor no local onde foi aplicada a vacina, prostração, inchaço e vermelhidão no local, além de dores nos músculos e suores frios, esses efeitos podem surgir e melhorar alguns dias depois.

A grande dúvida da maioria dos pais é se a vacina é realmente segura para seus filhos, mas de acordo com a equipe técnica da Anvisa, e de um grupo de especialistas em pediatria r  também em imunologia, a vacina é segura para crianças.

Os especialistas também afirmam que a vacina da Pfizer para crianças, quando for aplicada as duas doses, pode atuar de forma muito eficaz prevenindo a covid-19 de forma grave e também o óbito.

Essa é uma excelente notícia já que a doença já matou milhares de pessoas no mundo inteiro e ainda continua fazendo vítimas e se demonstrando cada vez mais agressiva nas formas de suas variantes. Os pais se sentem aliviados ao saberem que seus filhos em breve serão imunizados.

Mundo Adaptado
Mundo Adaptado
Mundo Adaptado Seguir

Comunidade colaborativa de conteúdo, cursos online e produtos com o propósito de proporcionar qualidade de vida, acolhimento e apoio mútuo através da conexão entre pais de bebes prematuros, pessoas com deficiência, familiares e especialistas.

Ler conteúdo completo
Indicados para você