[ editar artigo]

"Uma vida de lutas e desafios"

Olá, eu me chamo Flávia e gostaria de compartilhar com vocês a história de lutas, desafios e superações do meu filho César.

Quando ele nasceu na cidadezinha do município de Baião, há 30 anos atrás, eu tinha apenas 19 anos. Ele nasceu em casa, com auxílio de uma parteira, 2 dias depois descobrimos que ele tinha nascido sem o ânus. Foi aí que tudo começou,  consegui o transporte pra levá-lo à capital, era estrada de chão e foi uma correria contra o tempo pra salvar a vida dele. 

Logo que chegamos, recebi outra notícia que para mim, sendo mãe tão jovem, não estava preparada e não conseguia entender, meu filho nasceu sem o o ânus e com a Síndrome de Down. Eu não acreditei e não aceitava como podia ter acontecido comigo ter um filho "assim".

Eu tão jovem, não estava preparada e não sabia nem o que fazer. Mais tarde vim entender o propósito que Deus tinha em nossas vidas, ele tinha escolhido a mim pra ser a mãe do César e o César pra ser o meu filho.

César nasceu sem o ânus e não tinha o canal natural de evacuação, sua a primeira cirurgia que foi a colostomia. A evacuação era em uma bolsinha e ao todo ele fez 8 cirurgias no decorrer de 10 anos das nossas vidas.

Fizeram então o canal de dilatação com as "velas", nome dado ao material cirúrgico. Meu filho tinha muitas diarréias e voltando o canal para o lado novamente e depois para o ânus que foi feito e não dava certo.

Nós íamos e voltávamos de Baião pra Belém. Com 10 anos ele passou pela última cirurgia, realizada em Teresina no Piauí. César continuava com as diarréias, teve um tempo que ele passou 5 meses com essa situação. Ia direto ao banheiro, mais de 5 vezes ao dia, e eu não sabia mais o que fazer. Foi então que usei a minha fé e pedi a Deus que curasse meu filho e ele curou.

Durante esses anos, mesmo diante das lutas entre idas e vindas dentro de hospitais, César teve uma vida normal, estudava, brincava, andava de bicicleta, nadava, fugia de casa e toda cidade se mobizava pra encontrá-lo. Ele pegava as bicicletas das pessoas sem pedir, mas toda a cidade já sabia que era ele e apareciam em casa a procura da bicicleta kkkkk, fazia todo tipo de travessura.

Passei muito tempo perguntando a Deus o por que comigo, eu nao compreendia. Hoje entendo que eu fui privelegiada nessa terra pra cuidar desse anjo. Sou grata a Deus por ele ter me dado o César. Passamos muitas lutas e desafios mais nunca desisti do meu filho, tivemos muitos milagres também.

 César é meu amor incondicional.

 

Mundo Adaptado
Flavia Namias
Flavia Namias Seguir

Ler conteúdo completo
Indicados para você