[ editar artigo]

Um chamado a empatia: cordão de girassol para deficiências ocultas

Um chamado a empatia: cordão de girassol para deficiências ocultas

Você já ouviu falar do Cordão de Girassol?

Os idealizadores do cordão foram os funcionários do Gatwick, em Londres, que em 2016, transformaram este cordão em um sinal discreto para avisar que aquela pessoa tem alguma deficiência oculta, como as deficiências intelectuais. Ele alerta que aquele indivíduo pode precisar de ajuda e tem prioridade no atendimento.

Aqui no Brasil alguns lugares já adotaram o cordão ou já reconhecem o que ele simboliza. Algumas cidades, inclusive, já estão com projetos de lei para instituir o uso do cordão. Eu acredito que o real significado desse objeto seja relembrar as pessoas sobre a importância da empatia.

Empatia pelos direitos e necessidades das pessoas com deficiência. Com certeza esses ainda são temas a serem trabalhados com os cidadãos brasileiros e é nosso papel, como sociedade, promover a conscientização sobre o uso desse cordão.

Os funcionários de estabelecimentos com atendimento ao público devem ser orientados por seus supervisores sobre o objetivo do cordão. Mas, caso o desconheçam, seja gentil e explique o que ele significa. Assim vamos todos trabalhando em prol da empatia, acessibilidade e inclusão.

Na minha família já somos adeptos do cordão e já tivemos vários tipos de experiências. A maioria da população, comércio, shoppings e funcionários de transportes público não sabem ainda para que serve. Porém, nos aeroportos Internacional de Guarulhos/SP (Cumbica) e de Navegantes/SC usamos e fomos reconhecidos. Os colaboradores e comissários de bordo da LATAM também nos receberam muito bem e priorizaram o atendimento evitando longo tempo de espera.

 

Mundo Adaptado ®
Ler conteúdo completo
Indicados para você