[ editar artigo]

Saiba mais: terapia elétrica para o tratamento de bexiga e intestino neurogênicos

Saiba mais: terapia elétrica para o tratamento de bexiga e intestino neurogênicos

Olá, hoje vamos falar sobre uma técnica fisioterapêutica indicada para o tratamento de bexiga e intestino neurogênicos. Ela tem se mostrado muito eficaz no tratamento de crianças com sequelas de Mielomeningocele, lesão medular ou síndromes com acometimento neural. Trata-se da Terapia Elétrica Transcutânea Nervosa, uma técnica que deve ser realizada em consultório e apenas por profissional qualificado.

A Terapia Elétrica Transcutânea Nervosa é um tratamento de baixo custo, não invasiva, aplicada no corpo do paciente com eletrodo autoadesivo descartável e por onde passa uma corrente sensorial despolarizada. Os parâmetros desses "pequenos choques" são personalizados para a necessidade de cada paciente.

                     Crédito: Paula Gripp, fisioterapeuta - não use sem pedir autorização

Quando há indicação, o especialista autoriza a terapia em casa a qual é feita com um aparelho portátil, porém sempre com supervisão e orientação de um fisioterapeuta. Em média, para bons resultados, a Terapia Elétrica Transcutânea Nervosa deve ser realizada de três a sete vezes por semana.

Geralmente a técnica é aplicada na região do osso sacro ou na perna na região do nervo tibial e ambos tem o mesmo objetivo: estimular o funcionamento da bexiga e intestino neurogênico, fazendo-os trabalhar próximo da função normal. Esse estímulo é feito por meio da modulação de corrente elétrica enviada do aparelho para os eletrodos, passando pelos nervos e chegando até os órgãos afetados.

                 Crédito: Paula Gripp, fisioterapeuta  - não use sem pedir autorização

Na maioria dos casos, a criança apresenta resposta significativa melhorando os resultados no exame de urodinâmica, os movimentos peristálticos chegando ao desfralde completo e melhorando significativamente sua qualidade de vida.

Além de tratar alterações pélvica neurológicas, essa técnica também é utilizada em disfunções miccionais e fecais na infância com respostas excelentes e perante embasamento científico.

A Terapia Elétrica Transcutânea Nervosa associada à medicação é o melhor padrão para a  reabilitação da bexiga e intestino neurogênicos. Vale lembrar que é uma técnica de fisioterapia e deve ser acompanhada e avaliada por um fisioterapeuta pélvico infantil.

IMPORTANTE: a Terapia Elétrica Transcutânea Nervosa não é a mesma coisa que Eletroestimulação, e tampouco Neuromodulação!

Neuromodulação é uma técnica invasiva onde é implantado um aparelho neuromodular (aparelho parecido com um marca-passo) que emite corrente elétrica sempre que necessário para que a musculatura da bexiga se comporte o mais próximo possível como a fisiologia normal.

Já a eletroestimulação é uma gama de técnicas fisioterapêuticas cujos objetivos são estimular o tecido, principalmente o muscular. É muito utilizada na área de estética, por exemplo.

Em 23 de outubro de 2019, eu, Paula Gripp, como responsável técnica do Projeto de Lei (PL) número 1861/2019, sob autoria da deputada federal Aline Sleutjes, defendi em uma audiência pública, no Congresso Nacional em Brasília, a liberação dessa técnica pelo Sistema Único de Saúde (SUS) para pacientes com acometimento neurológico de bexiga e intestino.

*não utilize as imagens sem autorização da profissional!

Mundo Adaptado ®
Paula Gripp
Paula Gripp Seguir

Fisioterapeuta Pélvica Pediátrica; Mãe; Mestre em Engenharia Biomédica; Membro ABFP; Membro ICS; 1* Secretária APSAM Responsável Técnico do PL 1.861/2019. Pelvic/Clinepe/HPP

Ler conteúdo completo
Indicados para você