[ editar artigo]

Mãe narra jogos de futebol para o filho com deficiência visual e vence prêmio da Fifa

Mãe narra jogos de futebol para o filho com deficiência visual e vence prêmio da Fifa

A pessoa com deficiência existe! Ela precisa ser amada, respeitada e incluída. Essa é a mensagem emocionante que rodou o mundo nesta semana, depois de Silvia Grecco ser a ponte para não só representar seu filho, mas todas as pessoas que têm alguma deficiência e precisam de oportunidade. 

Silvia Grecco e o filho Nickollas receberam nesta segunda-feira (23), em Milão, na Itália, o prêmio Fifa Fan Award, concedido aos torcedores que se destacaram no ano. Devido à deficiência visual deNickollas, Silvia o acompanha em jogos de seu timede coração, o Palmeiras, e narra cada lance da partida para ele.

Eles concorreram ao prêmio com Justo Sanches, torcedor do Uruguai que trocou de time após perder o filho em um acidente, e com a torcida da Holanda, que foi destaque da Copa do Mundo Feminina, em 2019.

A história ganhou o mundo após o repórter Marco Aurélio Souza, da TV Globo, flagrar a cena de Silvia narrando o clássico entre Palmeiras e Corinthians válido pelo segundo turno do Brasileiro 2018, no dia 9 de setembro. 


"Nós estamos aqui representando nosso time, o Palmeiras, todos os torcedores do Brasil, todos os torcedores do mundo, todos que torcem pela pessoa com deficiência. O futebol pode transformar a vida dessas pessoas. É muito amor, muita dedicação e o simples gesto de narrar o jogo para meu filho, tivemos a oportunidade de um jornalista brasileiro, Marco Aurélio Souza [do Grupo Globo], nos ver com o coração. Nossa história rodou o mundo", disse após receber o prêmio.

Nickollas não é filho biológico de Silvia. Ela o conheceu quando ele tinha 5 meses, nasceu prematuro. Doze casais negaram a adoção por ele ter essa condição. Ela disse "Eu quero". 


"Eu sou os olhos e a mão que servem como guia. Eu faço para ensinar que, um dia, os meus olhos não poderão ser os olhos dele. E ele vai ter que olhar sozinho. Eu estou mostrando o caminho para um dia ele ir sozinho", conta. 

Se emocione assistindo a história da Silvia e do Nickolas e a relação com o futebol: https://bit.ly/2lc6dh8

Veja também a íntegra da cerimônia de premiação: https://www.youtube.com/watch?time_continue=3&v=4Ho-uMQM6ao

Mundo Adaptado
Beatriz Yuki
Beatriz Yuki Seguir

Jornalista, mãe do Pedro - um menino adorável que nasceu prematuro com 25 semanas de gestação.

Ler matéria completa
Indicados para você