Mundo Adaptado
Mundo Adaptado
Você procura por
  • em Publicações
  • em Grupos
  • em Usuários
VOLTAR

Legado do Rei Pelé seguirá através de Projeto Social apoiado pelo jogador

Legado do Rei Pelé seguirá através de Projeto Social apoiado pelo jogador
Mundo Adaptado
dez. 30 - 3 min de leitura
000


O Instituto de Pesquisa Pelé Pequeno Príncipe  desenvolveu mais de 100 estudos científicos com o apadrinhamento de Pelé.

Pelé ainda era jogador quando deixou clara a preocupação com o futuro das crianças brasileiras. Diante do Maracanã lotado, em 1969, o já consagrado Rei do futebol, fez um apelo ao marcar o milésimo gol: “Aproveito a oportunidade para pedir a todos os brasileiros que não esqueçam as crianças pobres, que não esqueçam os necessitados”.

Instituto de Pesquisa Pelé Pequeno Príncipe ↗ (IPP), começou a funcionar em 2006 e fica em Curitiba. Com mais de 100 estudos realizados, em sete linhas de pesquisa, o Instituto busca avanços para novos métodos de diagnóstico e tratamento que possam contribuir para a melhora da saúde infantojuvenil. Com importantes vitórias e avanços no diagnóstico precoce de patologias complexas oferecidas aos pacientes.

O Instituto de Pesquisa Pelé Pequeno Príncipe tem oferecido contribuições importantes para salvar e melhorar a vida de crianças e adolescentes. Seus estudos figuram entre as revistas científicas mais conceituadas do mundo e, chegando, em 2021, a 87 publicações.

A história entre o maior hospital pediátrico do Brasil, o Pequeno Príncipe, iniciou em 2005. Desde então, diversos foram os momentos compartilhados entre a instituição e o Rei do Futebol.

“Pelé, garantimos que no Pequeno Príncipe, o seu legado será eterno, pois se perpetua na vida de cada criança que teve a vida transformada no Hospital”, publicou o canal do Hospital. Confira abaixo:

“Ter o apoio do Pelé e ser o único projeto social no mundo a levar o nome do maior jogador de todos os tempos é uma honra para nós do Pequeno Príncipe. Fazer pesquisas no Brasil é um grande desafio pois os recursos são escassos. O apoio do Pelé abriu muitas portas para que pudéssemos captar recursos nacionais e internacionais. Nos aproximou de esportistas, trouxe visibilidade à ciência e ao Instituto de Pesquisa e também nosso hospital, que já se destaca como o maior e mais completo hospital pediátrico do país”, aponta o diretor-corporativo do Complexo Pequeno Príncipe, José Álvaro Carneiro. 

Por ser uma instituição filantrópica, sem fins lucrativos, a parceria com o Pelé foi fundamental para que o cuidado e os resultados das pesquisas que beneficiam crianças e adolescentes em todo o Brasil ultrapassassem fronteiras.

E essa parceria seguirá. O Rei jamais será esquecido pela atuação nos gramados e seu nome continuará fazendo história no mundo científico, levado com honra pelo Pequeno Príncipe em prol das crianças do mundo.




Denunciar publicação
    000

    Indicados para você