[ editar artigo]

Fila do INSS: 420 mil pessoas com deficiência esperam por Benefício de Prestação Continuada (BPC)

Fila do INSS: 420 mil pessoas com deficiência esperam por Benefício de Prestação Continuada (BPC)

Idosos e pessoas com deficiência (PCDd) de baixa renda, grupo com direito à ao Benefício de Prestação Continuada (BPC), são os mais prejudicados pela demora da fila do INSS. Em janeiro deste anos, eles eram mais de 489 mil indivíduos do total de mais de 1 milhão de pessoas com benefícios represados há mais de 45 dias. Os dados foram divulgados pelo jornal O Estado de São Paulo e fazem parte de um levantamento feito pelo próprio INSS a pedido do Tribunal de Contas da União (TCU).

Atualmente, 420.271 pessoas com deficiência aguardam a confirmação para receber o BPC que corresponde a uma salário mínimo (R$1.045)! Se você faz parte de uma família que tem alguém com deficiência, sabe o quanto esse benefício faz diferença na renda mensal para custear, remédios, tratamento, transporte e tantas outras coisas que a condição especial desse ente querido requer.

É a primeira vez que o INSS expõe detalhes da fila de espera sobre o processo e o problema de demora para avaliação e aprovação de benefícios. "Pressionado, o governo anunciou uma força-tarefa para dar uma resposta à população que depende do serviço – principalmente a mais pobre, uma vez que 98% dos beneficiários recebem, no máximo, três salários mínimos. Uma saída estudada foi a contratação de militares da reserva para dar conta do estoque de pedidos. (...) Até agora, o problema se encontra sem solução, à espera da edição de uma Medida Provisória (MP)", explica a matéria do Estadão.

O balanço apresentado pelo INSS mostra também a situação por Estado e o Distrito Federal tem a a pior situação, seguido por Pernambuco e São Paulo.

Segundo o INSS, o atraso e a demora em dar resposta aos solicitantes aconteceram porque o órgão implantou novas medidas para melhorar o atendimento nas agências. Além disso, em nota, afirmaram que o BPC tem análise complexa, com várias etapas, necessitando de perícia médica, avaliação social e de renda  o que faz o processo ser um pouco mais demorado

O INSS divulgou ainda que precisa contratar mais de 9 mil funcionários para atender a demanda.

Fonte: Jornal o Estado de São Paulo e IstoÉ

 

 

Mundo Adaptado
Mundo Adaptado
Mundo Adaptado Seguir

Comunidade colaborativa de conteúdo e cursos online com o propósito de proporcionar qualidade de vida, acolhimento e apoio mútuo através da conexão entre pessoas com deficiência, familiares e especialistas.

Ler matéria completa
Indicados para você