[ editar artigo]

Dia 17 de Novembro, Dia Mundial da Prematuridade

Dia 17 de Novembro, Dia Mundial da Prematuridade

Hoje é um dia muito especial! Dia em que o mundo se sensibiliza com os bebês que nascem antes do tempo. A prematuridade é uma realidade desafiadora para os pais, famílias e esses bebês que já nascem guerreiros. Mas, você sabe de fato o que é prematuridade?

Para explicar em detalhes esse tema, precisamos entender quando um bebê é considerado prematuro. Em termos médicos, a gestação é tratada em semanas, uma gestação normal  tem 40 semanas. Toda vez que uma gravidez é interrompida antes de 37 semanas, o bebê é considerado prematuro.

Ele pode ser um pouco prematuro ou prematuro tardio, entre 34 e 37 semanas, moderadamente prematuro, entre 32 ou 33 semanas de gestação, bastante prematuro entre 28 e 32 semanas de gestação, ou prematuro extremo, abaixo de 28 semanas. Quanto mais cedo a gestação é interrompida, maiores são os desafios que as crianças e suas famílias irão encontrar para sobreviverem com saúde.

O Brasil é o décimo país do mundo em número de prematuros, são 350mil crianças que nascem abaixo de 37 semanas por ano, e 30 a 35 mil são bastante prematuros, menor de 32 semanas, sendo um desafio para a medicina, para a sociedade e para o sistema de ensino.

A incidência da prematuridade no Brasil tem 2 fatores principais, a primeira é a cesariana eletiva, sem uma indicação expressiva desse parto, aonde ocorrem a maior parte da prematuridade tardia. Este é um problema nacional que está sendo cuidado pelo sistema de saúde, para tentar regularizar e conscientizar os casais e a população que o melhor parto é o parto vaginal, de maneira geral, sendo o ideal para o bebê e para a família. Muitos partos também tem relação com doenças maternas. Por outro lado, os partos abaixo de 34 semanas, tem mais relação com problemas clínicos das mães, doenças e problemas da própria gestação ou até mesmo do recém nascido. O melhor parto é o parto a termo, quando isso é possível. Quanto mais cedo a gestação é interrompida, maiores serão os desafios, como problemas respiratórios, icterícia, problemas para amamentação, etc.

Quando um bebê nasce prematuro, principalmente os bastante prematuros e os extremos, as famílias como um todo (pais, mães, avós, tios), precisam observar a fragilidade daquele bebê, pois ele ainda é imaturo. Os vários órgãos do bebê ainda não estão preparados e por isso ele irá precisar ser ajudado nas unidades de terapia intensiva, os órgãos precisam maturar.

O esforço respiratório é comum e a estafa frequente, alguns dispositivos ajudarão a enfrentar essa dificuldade, como o Cepap, Cânulas Faciais ou até mesmo a Ventilação Mecânica, tudo vai depender das condições que o bebê nasceu. Questões cardiovasculares também são muito frequentes por conta do modelo de circulação que o bebê "adquiri", ele nasceu com a circulação de um feto e vai precisar de ajuda para essa transição tornar-se a circulação sanguínea de um bebê.

Questões intestinais também são difíceis, sendo utilizado nutrição parenteral antes do próprio leite materno. Todos esses desafios, aliados a maturação do bebe e o ambiente hospitalar, deixam o bebê mais exposto a infecção, por isso o cuidado extremo com a higiene é muito importante, fator este que é um aspecto chave na escolha de um ambiente hospitalar antes mesmo do nascimento.

Apesar do grande risco de alterações neurológicas que o bebê prematuro está submetido, como alteração da massa cinzenta, entre outros fatores, existe algo chamado neuroplasticidade, também conhecida como plasticidade neuronal e refere-se à capacidade do sistema nervoso em modificar-se ou adaptar-se e quando exposto a novas experiências, ou seja, nosso cérebro é maravilhoso e apesar de lesões cerebrais não terem reversão, outras áreas podem começar a realizar aquela atividade.

Ela não ocorre de maneira uniforme e imutável ao longo da vida.  Assim, de acordo com os períodos críticos de plasticidade cerebral, o processo de desenvolvimento ocorre em momentos distintos para cada área cerebral e por isso a importância da reabilitação (Fisioterapia, Terapia Ocupacional, Fonoaudiologia, entre outras), pois é o fator chave para esse desenvolvimento.

Nosso carinho especial a todas as famílias de bebês prematuros!

Mundo Adaptado ®
Mundo Adaptado
Mundo Adaptado Seguir

Comunidade colaborativa de conteúdo, cursos online e produtos com o propósito de proporcionar qualidade de vida, acolhimento e apoio mútuo através da conexão entre pais de bebes prematuros, pessoas com deficiência, familiares e especialistas.

Ler conteúdo completo
Indicados para você