[ editar artigo]

Cordão girassol: um sinalizador discreto para deficiências ocultas

Cordão girassol: um sinalizador discreto para deficiências ocultas

Você já viu alguém usando um cordão verde com girassóis? Ele foi criado para que pessoas com deficiência ocultas, que não podem ser percebidas de imediato, possam receber auxílio em estabelecimentos comercias, transporte, etc. Isso vale para deficiência intelectual, por exemplo.

O cordão é confeccionado com uma faixa estreita verde, parecida com os cordões usados em crachás, e tem a estampa de girassóis. A ideia é sinalizar discretamente para os profissionais de qualquer serviço/lugar que aquela pessoa pode precisar de suporte, ajuda, diferenciada, por conta de sua deficiência oculta.

O uso do cordão já foi adotado , inclusive pela comunidade internacional em aeroportos, ferrovias, supermercados, atrações turísticas, dentre outros. Existe também o cordão "quebra-cabeça" que sinaliza apenas para o Transtorno do Espectro Autista (TEA).

Além de identificar deficiências ocultas, a ideia é agilizar o atendimento dessas pessoas e evitar filas, situação que é muito desconfortável para quem tem TEA, por exemplo.

Com a popularização do uso do cordão, a própria sociedade poderá identificar em aeroportos, rodoviárias, metrô, trens, mercados, shows, e prestar auxílio aquela pessoa. Ou até mesmo entender a prioridade de atendimento desse indivíduo, ceder sua vez na fila ou tomar alguma outra atitude solidária ao saber que trata-se de um indivíduo com alguma deficiência oculta.

E você, já viu alguém usando este cordão na tua cidade?

 

 

Mundo Adaptado
Mundo Adaptado
Mundo Adaptado Seguir

Plataforma de Produtos e Conteúdo colaborativo para auxiliar no dia a dia de familiares de pessoas com deficiências, proporcionando qualidade de vida e Acolhimento.

Ler matéria completa
Indicados para você