[ editar artigo]

Autismo e o relacionamento entre o meio típico e suas características particulares com uma adequação.

Autismo e o relacionamento entre o meio típico e suas características particulares com uma adequação.

Autismo e o relacionamento entre o meio típico e suas características particulares com uma adequação em um fenótipo ampliado.

Eu sempre tive uma balança desregulada no relacionamento, sempre apresentei o amor Exagerado, aquele sentimento platônico, forte e constante, muitos psicólogos me avaliam como um homem bem diferente do meio típico para com o relacionamento, por gostar além de coisas tidas como femininas, ser bem romântico quando o quesito é amor e reações para com um relacionamento sério. Esse fator me fez ter apenas duas namoradas antes da minha atual noiva, foram momentos muito intensos, eu sofria pela distância e pelo tempo de espera para poder velas, esses fatores me fizeram praticamente tomar decisões onde, mesmo na adolescência tive que ser barrado pela minha mãe, para não mudar de cidade, por um amor passageiro, mas para mim tudo que sentia era muito intenso para compreender uma negativa de aproximação.

Como o tempo, eu acabei me apaixonando pela Karol, uma menina, mulher que tinha em mente muitas ideias, gostos e interesses particulares, ao avaliar seu meio típico, pude concluir que ela tinha quase as mesmas características e gostos que eu tinha, além de aguentar meu excesso de amor e necessidade constante de estar próximo, sem o interesse de ficar longe por muito tempo. Essa decisão logo se completou, karol soube me apoiar em momentos de dúvidas além de ser uma pessoa bem participativa em nosso relacionamento.

Por outro lado, existem autistas que tendem a apresentar dificuldades em se relacionar, por não saberem direcionar o gatilho de interesse e compartilhamento, eu vejo hoje a relação autista e pessoa típica ou com fenótipo ampliado uma via de mão única, onde ambos precisam se entender e basicamente ter paciência, em muitos momentos eu simplesmente parava de responder minha atual noiva, pelo simples fato de estar pensando em outros assuntos, para o meio típico isso deixaria muitas pessoas agoniadas, irritadas ou nervosas pela necessidade de comunicação em constância. 

No autismo a espera é crucial para que possamos seguir, o amor será sempre maior que qualquer outra barreira e sim ele é possível no espectro, podendo ser presente de diferentes formas. O mais importante além dessa preparação é a comunicação familiar sobre estágios de um relacionamento que antecedem uma relação, sobre a necessidade de se ter calma, sobre as possibilidades de se modelar a relação ao ponto que ambos fiquem satisfeitos com o resultado de uma união maior. Sobre o retorno a responsabilidade e outras características associadas em uma relação completa.

Não existe régua ou medida para um relacionamento entre autistas, o melhor a se fazer é aproveitar pontos de interesses que possam ser agrupados para um relacionamento sólido, com ganho para ambos, com o verdadeiro entendimento do amor, um amor que vai além das palavras, transbordando o sentimento que todo autista tem, porém presente de diferentes formas.

Às vezes podemos demonstrar o amor com nossa arte, com nossa fala, com nossos gestos e até mesmo de maneiras únicas, peculiares às vezes, cabendo o parceiro saber identificar a possibilidade. Sim é possível também autistas se relacionarem entre si, vejo muitas dúvidas sobre, eu mesmo tenho um carinho incondicional por vários autistas e vejo uma possibilidade de dialogo, comunicação que poderia facilmente transcender os laços simples da amizade, porém como aprendi, eu tenho que manter regras e espaços para um relacionamento reciproco e saber que o amor pode ser compartilhado de diferentes formas mesmo não mantendo o relacionamento amoroso com outros autistas, para com outros indivíduos, sabendo classificar e separar essas questões eu consigo enxergar que os próprios autistas se dão muito bem com pessoas do próprio meio ou com fenótipo ampliado também.

Ser muito ou pouco sensitivo não será a verdadeira barreira para a escolha entre um relacionamento verdadeiro.

Ame um autista assim como ele te ama, tudo será uma conexão verdadeira onde ambos possam apreciar o verdadeiro amor.

Autista Savant Jacson Marçal Neurocientista - @jacsonfier no Instagram

Mundo Adaptado
Jacson Marçal
Jacson Marçal Seguir

Autista - Savant., Ativista e Voluntário. Humanas, Neurociência Médica  pela University de Duke 2020, Especialização em Certificado Internacionalmente em Neurofeedback & Biofeedback pela Conselho Nacional de Neurociência 2019, Especialista em ABA

Ler conteúdo completo
Indicados para você