[ editar artigo]

Alterações neurológicas e as funções vesicais

Alterações neurológicas e as funções vesicais

Algumas condições neurológicas provocadas por doenças ou malformações do sistema nervoso, como a Espinha Bífida, provocam sequelas pélvicas funcionais como a bexiga neurogênica (BN) e o intestino neurogênico. No post de hoje vou explicar um pouco sobre isso para, em breve, compartilhar com vocês um conteúdo sobre terapia de eletroestimulação e como ela pode contribuir para melhorar o funcionamento desses órgãos.

Bexiga Neurogênica: perda da função normal da bexiga provocada por lesão de uma parte do Sistema Nervoso Central (SNC) ou dos nervos periféricos envolvidos no controle da micção. Pode ocorrer alterações na inervação do trato urinário inferior classificando essa bexiga em: bexiga hipoativa ou bexiga hiperativa.

- Bexiga hiperatativa: é caracterizada pela associação de alguns sintomas como a urgência urinária, com ou sem incontinência associada e geralmente acompanhada de aumento de frequência, noctúria (incontinência urinária noturna) e enurese (incontinência durante o sono). Uma das condições anatômicas mais comuns é a redução do tamanho da bexiga.

- Bexiga hipoativa: os pacientes acumulam urina mesmo após irem ao banheiro e não tem a sensação do quanto a bexiga está cheia. A condição anatômica mais encontrada é o aumento do volume da bexiga, condição que favorece infecção do trato urinário. Na maioria dos casos é indicado o Cateterismo Intermitente Limpo (CIL) em que é usada uma sonda para drenar a urina.

O comprometimento do sistema urinário varia de acordo com o grau e o tipo de Incontinência Urinária (IU), com o modo de esvaziamento vesical (completo ou parcial) e/ou também da retenção urinária (Olandoski; Kock; Trigo-Rocha,2011; Façanha DMA,2015).

Grande percentual de pacientes com bexiga neurogênica possui Mielomeningocle (MMC), sendo essa a principal causa de Bexiga Neurogênica Congênita no mundo. Eles representam 71,4% dos casos (Olandoski; Kock; Trigo-Rocha,2011.; 78,2% - Cass et al).

A BN é considerada um importante fator de risco para falência renal crônica quando não é tratada corretamente (Kari JÁ, 2006; Guys JM, Hery G, Haddad M, Borrionne C., 2011) e pode até levar a óbito precoce. De acordo com estudo da médica nefropediatra, Dra. Karen Previdi Olandoski, o encaminhamento tardio para um especialista favorece o dano renal em 53% dos pacientes. A maioria dos pacientes são encaminhados após os 4 anos de idade resultando em um alto custo para o Sistema Único de Saúde (SUS) e à Saúde Suplementar.

Outras complicações da bexiga neurogênica:

•             Infecção do trato urinário (ITU) – 91%

•             Refluxo vesico-ureteral - 25%

•             Resíduo miccional

•             Cicatrizes renais - 15%

•             Perda da função renal

•             Dificuldades de relacionamento social

Intestino Neurogênico: ocasionado pela interrupção dos sinais nervosos nos casos de lesão medular, síndromes, mielomeningocele entre outros gerando alterações de controle intestinal. Essa condição ocorre em 93,7% dos casos de mielomeningocele.

- Constipação: redução dos movimentos peristálticos, acúmulo do bolo fecal no intestino, esvaziamento parcial e/ou incompleto das fezes (incontinência) e gases.

- Incontinência fecal: escapes fecais involuntários podendo estar ou não associados à constipação.

O Intestino Neurogênico é um dos principais causadores das infecção do trato urinário devido ao acúmulo de fezes ou escapes que muitas fezes entram em contato com o canal urinário. Pode causar também úlceras de pressão, hemorroidas, fissuras sangramento retal, diarreia, alterações nutricionais, além de dores/desconfortos abdominais, alterações biomecânicas, de tônus e de musculatura de assoalho pélvico principalmente do músculo pubo-retal (principal músculo da continência retal) e esfíncter anal.

Em breve, postarei sobre a terapia de eletroestimulação para a bexiga e intestinos neurogênicos. Acompanhem!

 

Mundo Adaptado
Paula Gripp
Paula Gripp Seguir

Fisioterapeuta Pélvica Pediátrica; Mãe; Mestre em Engenharia Biomédica; Membro ABFP; Membro ICS; 1* Secretária APSAM Responsável Técnico do PL 1.861/2019. Pelvic/Clinepe/HPP

Ler matéria completa
Indicados para você