[ editar artigo]

A primavera inclusiva

A primavera inclusiva

A partir do horizonte, vejo uma dúvida a envolver o universo inclusivo: haveria algum motivo, uma razão capaz de nos conferir esperanças?

Ainda somos uma pauta pequena, longe do enfoque necessário para viabilizar tantas demandas urgentes. Vemos distante o justo e merecido protagonismo em nossas próprias vidas. Uma intensa condição de organização cívica nos falta. Longe do status, a legitimidade alcançada pelos movimentos feministas, LGTB e negro. A luta da pessoa com deficiência  precisa reconhecer o eco, a amplidão de tais bandeiras. Assimilar possíveis estratégias de avanço , para então ampliarmos o alcance da nossa voz.

Afinal, todos partirmos de um ponto em comum: uma invisibilidade cerceadora, tal qual um permanente e exaustivo convite a não existência. O debate público, contudo, vem, progride. E nos confere alguma visibilidade.

Precisa haver uma forma, aquela configuração capaz de especificar a complexidade do tema, sem dialogar com o "capacitismo". Muito menos cair naquele lugar fácil, costumeiro e atordoante de rotular a pessoa com deficiência como um exemplo de vida. Não podemos simplesmente sermos protagonistas, sujeitos dos nossos desejos? Agentes das nossas vidas ?

Essa resposta se consolida pela luta, se estratifica através de inúmeros erros. Assim como dos acertos , ganhos resultantes,  após a aprendizagem proporcionada pelos tombos acumulados. Queremos a inscrição no campo social. E ser um militante, na inclusão da pessoa com deficiência ,é sempre um desafio eterno!

Conviver com tantos desafios está longe de ser uma maldição. Talvez, uma das dádivas, ganhos desse caminho, seja a de não esperar pela "terra prometida". E sim fazer acontecer. Como diria Carlos Drummond de Andrade: "amar se aprende amando’’. E a primavera, vez por outra, resplandece, soberana, para florir a beleza, mesmo diante de um cenário caótico, de exclusão.

Que sejamos bons semeadores, acima de tudo! E que mesmo com a aspereza de alguns cenários e situações, consigamos valorizar a beleza contida na vida, espelhada nos instantes de alegria e conquistas.

Um abraço para todos e até a próxima!

Mundo Adaptado
Ler matéria completa
Indicados para você