[ editar artigo]

A fisioterapia e o bebê prematuro

A fisioterapia e o bebê prematuro

Aproximadamente, um em cada dez nascimentos ocorrem com menos de 37 semanas completas de gestação. Segundo a Organização Mundial da saúde (OMS), cerca de 15 milhões de bebês nascem prematuros no mundo todo ano.

A prematuridade e o baixo peso ao nascer aparecem como principais causas de morbidades e mortalidade neonatal. As diferenças estruturais e anatômicas do prematuro levam a alterações nos diversos sistemas, destacando-se o sistema nervoso central. Essas alterações associadas ao longo período de internação hospitalar, excessiva manipulação, ambientes luminosos e ruidosos, longo tempo longe da mãe, utilização de medicamentos, necessidade do uso de suporte respiratório, favorecem a estimulação sensorial inadequada, podendo ser observados a longo prazo distúrbios no desenvolvimento neuromotor em cerca de 50% dos casos.

Ao longo dos anos vêm sendo realizados estudos para implementação de programas de acompanhamento para esses bebês desde o período hospitalar até os primeiros anos de vida.

A fisioterapia motora tem papel importante neste contexto verificando os principais fatores de risco, prevenindo ou minimizando os possíveis déficits motores. O objetivo é, desde o primeiro momento, prevenir as incapacidades e alterações motora. Seja posicionando adequadamente o recém nascido ou aplicando técnicas de desenvolvimento tátil, vestibular, sensorial, visual e orientando aos pais qual estímulo adequado para cada fase de desenvolvimento durante o primeiro ano de vida. As sessões de fisioterapia devem ser iniciadas em momento oportuno de estabilidade do bebê e decidido juntamente com a equipe médica e multiprofissional.  

Após alta hospitalar é importante acompanhamento contínuo com o pediatra da criança para avaliar se os marcos motores estão adequados para a idade cronológica da criança, indicando a abordagem e fisioterapêutica sempre que necessário.

Mundo Adaptado
Tammi Ferreira de Morais
Tammi Ferreira de Morais Seguir

Fisioterapeuta no Hospital Israelita Albert Einstein, especialista em fisio pediátrica e neonatal pela Unifesp

Ler matéria completa
Indicados para você